Main Content RSS FeedDestaque

Crédito online: um crédito pessoal mais imediato

crédito onlineA forma de subscrever um crédito pessoal mudou. A Internet permite aos consumidores a pesquisa de variadíssimas soluções de crédito de forma rápida, cómoda, simples e com muita discrição.

Através da Internet e das ferramentas que esta lhe põe à disposição, os consumidores podem muito facilmente comparar as várias ofertas do mercado e optar por aquelas que vão ao encontro das suas necessidades. São alguns já os sites como o nosso que comparam soluções de crédito e facilitam o acesso a simuladores de crédito ao consumo.

Mas não é só na Internet que esta informação sobre crédito pessoal existe: a TV, os jornais, as rádios, e até outdoors em locais públicos fazem-no, embora muitas vezes sob uma capa de parcialidade, pois veiculam mensagens publicitárias. Em todo o caso, o consumidor tem muitos produtos por onde pode escolher para além de recorrer ao balcão de um banco ou de uma outra instituição financeira. E ao fazê-lo, costuma ser bem melhor servido que através desses meios tradicionais.

Vantagens de recorrer ao crédito online

Embora o contexto tenha vindo a mudar, e algumas pessoas comecem a subscrever alguns créditos numa perspectiva estratégica e não de necessidade, não é raro que o recurso ao crédito seja tomado como uma fraqueza, pois em muitas mentes está associado à falta de dinheiro para suprir certas necessidades e como tal, o consumidor não gosta de falar sobre estes assuntos cara a cara.

A confidencialidade, a rapidez, a ausência de dar a cara – até a voz (daí ser também preferido em relação ao crédito por telefone), e a ausência de burocracias excessivas, próprias do crédito online, ou melhor, do processo de subscrição de crédito ao consumo pela Internet, são muitíssimo valorizadas pelo consumidor e constituem trunfos decisivos que o levam a tomar a decisão de subscrever o crédito por este meio – um crédito imediato.

Ler mais…

Artigos Recentes

Vinte mil milhões de euros abatidos à dívida das famílias portuguesas

Vinte mil milhões de euros abatidos à dívida das famílias portuguesasDesde o início da intervenção da troika – há três anos atrás – que as famílias portuguesas têm vindo a pagar o que totaliza 20 238 milhões de euros de dívidas.

Segundo o Banco de Portugal, pesadas essas regularizações, estão ainda por pagar 157 616 milhões de euros, qualquer coisa como 94.6 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Ler mais…

Publicado novo regime de crédito à habitação para pessoas com deficiência

Publicado novo regime de crédito à habitação para pessoas com deficiênciaExistem novas regras para a contratação de empréstimos bonificados à habitação por parte de pessoas com deficiência. As novas leis – Lei n.º 63/2014 e Lei n.º 64/2014, foram publicadas a 26 de agosto em Diário da República, e juntas, estabelecem as atuais normas que regem a contratação de empréstimos à habitação, bonificados, para pessoas com deficiência.

Até à data, ou melhor ainda, até ao início do próximo ano, as pessoas com deficiência podem contrair empréstimos para a aquisição ou construção de habitação própria nas exatas condições em que os trabalhadores das instituições de crédito o podiam realizar, conforme legislado pelos Decretos-Lei 43/76, de 20 de janeiro, e 230/80, de 16 de julho. Ler mais…

Página 1 de 12812345...102030...Última >