Agravamento da pandemia aplica travão ao crédito pessoal

Agravamento da pandemia aplica travão ao crédito pessoal

Por

30 de Janeiro de 2021

0 comentários

Crédito Pessoal

A Cetelem, Cofidis e Credibom, assim como outras instituições especializadas em crédito ao consumo têm-se deparado com um decréscimo no crédito que têm concedido, explicável pelo agravamento da pandemia.

Agravamento da pandemia aplica travão ao crédito pessoal

A concessão de crédito ao consumo desacelerou em Novembro passado pelo segundo mês consecutivo. Os bancos e as financeiras de crédito disponibilizaram 503 milhões de euros em empréstimos aos consumidores, num mês que foi marcado por um aperto das restrições à circulação por causa da pandemia.

A evolução negativa do crédito automóvel ajuda a explicar esta descida. A descida no crédito para compra de automóvel explica grande parte deste travão na evolução do crédito ao consumo.

Evolução da concessão de crédito ao consumo - Agravamento da pandemia contribui para descida

De acordo com os dados divulgados pelo supervisor, o Banco de Portugal, os portugueses procuraram financiamento junto dos bancos e das financeiras, de pouco mais de 503 milhões de euros para fins de consumo. Trata-se de uma descida de 5.9 por cento, menos 31.8 milhões de euros, face ao mês de Outubro, que por si só já tinha registado uma descida.

Novembro foi o segundo mês de quebra dos novos montantes de crédito ao consumo perante novas restrições para controlar a pandemia, numa evolução descendente que surge após a recuperação registada durantes o Verão face ao impacto negativo do primeiro confinamento de Abril e Maio.

Embora seja o último mês do ano, face a um ainda maior agravamento das medidas de combate à Covid-19, não há grandes expectativas para os números da concessão de crédito Dezembro. Mais uma vez, as financeiras Credibom, Cofidis e Cetelem corroboram estas impressões.

Tags

 
» Simulação de crédito
  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4. Fim

Ler política de tratamento de dados pessoais
 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*