Concessão de Crédito ao consumo diminui um pouco devido ao crédito automóvel

Concessão de Crédito ao consumo diminui um pouco devido ao crédito automóvel

Por

21 de Novembro de 2019

0 comentários

Crédito Pessoal

Embora o crédito ao consumo tenha travado ligeiramente em Setembro por força de um decréscimo no financiamento automóvel, ainda assim foram concedidos 634 milhões de euros em novos empréstimos, pelo que é o terceiro mês consecutivo em que o crédito está acima dos 600 milhões de euros.

As últimas estatísticas do Banco de Portugal revelam que os bancos e as empresas de crédito concederam podiam ter concedido ainda mais crédito não fosse o travão nos empréstimos para a compra de automóvel, numa altura em que as vendas de veículos estão a diminuir. Foram concedidos 242 milhões de euros neste sector, menos 20 milhões que no mês anterior. A quebra foi generalizada aos vários instrumentos de compra a crédito no automóvel: verificou-se tanto no ALD (aluguer de longa duração) como no crédito com reserva de propriedade, em novos, mas especialmente nos usados.

Nos restantes segmentos do crédito ao consumo houve um aumento dos financiamentos em Setembro, o último mês do Verão. De acordo com o Banco de Portugal, os créditos pessoais para fins vários, entre eles viagens, registaram um aumento de 4.1% para 282 milhões de euros, acima dos 271 milhões registados em Agosto. Na comparação homóloga houve um disparo de 19%.

No crédito pessoal com finalidade de educação, saúde, energias renováveis e locação financeira de equipamentos, os valores concedidos totalizaram 11.9 milhões de euros (17% acima de Agosto). Estes créditos tendem a acelerar nesta altura do ano com a proximidade do regresso às aulas.

Através de cartões de crédito, linhas de crédito, contas correntes bancárias e facilidades de descoberto, foram concedidos aos portugueses 97.4 milhões de euros, em Setembro. Ou seja, 3.6% mais que o verificado em Agosto e 15% superior ao financiamento concedido em Setembro do ano passado.

Tags

 
» Simulação de crédito
  • 1.
  • 2.
  • 3. Fim

Ler política de tratamento de dados pessoais
 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*