Considerações globais sobre o crédito pessoal

Considerações globais sobre o crédito pessoal

Por

3 de Outubro de 2011

0 comentários

Crédito Pessoal

crédito pessoal consideraçõesAlguns considerações gerais que interessarão com certeza a todos os que recorrem ao crédito pessoal ou ainda estão a pagar um. Para além do valor pedido para o crédito pessoal, que mais tarde teremos que amortizar, o cliente tem de pagar os juros da duração do empréstimo, os prémios de seguro, os impostos e as comissões bancárias como sejam as cobradas para a aprovação do crédito.

Conte com esta despesa e verifique se estão todas previstas na simulação que lhe fazem. Os Bancos exorbitam estes valores.

As instituições de crédito especializado como sejam a Cetelem, a Flexibom, a Cofidis e a uCrédito praticam geralmente preços e taxas mais em conta, que os bancos tradicionais.

A TAEG (taxa anual de encargos efectiva global (TAEG) é de indicação obrigatória num pedido de crédito por ser precisamente o indicador mais fiável para comparar as várias propostas de crédito. Simule em várias instituições – use a Internet para o fazer e opte pelo crédito com menor TAEG – Quanto menor for a TAEG, mais barato é o financiamento.

O Banco de Portugal a partir do início de 2010 define três categorias e oito subcategorias de crédito ao consumo, às quais correspondem taxas máximas fixadas trimestralmente. Por exemplom para crédito pessoal, sem finalidade específica (a modalidade mais cara), a TAEG máxima é de 19.7% (mês de Setembro).

No entanto, já se descortinaram instituições que vão para lá destes valores. Se ao fazer simulações de crédito, na sua busca pelo melhor crédito pessoal para o seu caso, se deparar com um destes casos, reporte-o ao Banco de Portugal.

A Associação de defesa do consumidor aconselha que para capitais e prazos mais curtos, por exemplo até dois mil euros, se recorra ao descoberto autorizado da conta-ordenado – a conta bancária. O problema é que alguns bancos tornaram esta possibilidade muito cara, é o ganho desta abordagem não é certo.

Qualquer projecto começa por um desejo. O desejo cresce, ganha vontade. Procura-se a melhor solução para finaciá-lo. As instituições de crédito criam gamas de produtos de crédito flexíveis para rapidamente ajudarem a realizar o desejo de forma ajustável a todo o tipo de necessidades. Assim diz o slogan de uma instituição de crédito. Infelizmente nos tempos que correm, regra geral, são demasiado onerosas para a maioria das pessoas.

Tags

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*